4 DOENÇAS GRAVES QUE PODEM ATINGIR SUA RETINA

 

Responsável pela nossa visão, o fundo do olho é parte importante do nosso organismo. É esse o local onde as imagens são captadas e transformadas em impulsos elétricos que serão enviados para o nosso cérebro.

Geralmente, as doenças que afetam essa região são graves. Isso se deve às características peculiares do fundo do olho, como grande vascularização, células fotossensíveis que não se regeneram e presença de estruturas importantes como mácula e nervo óptico.

Listamos abaixo as 4 doenças mais graves que afetam a retina:

DESCOLAMENTO DE RETINA

Como o nome já diz, ocorre quando a retina é descolada de sua posição natural por causa de um trauma, por exemplo. Geralmente, os sintomas são flashes luminosos, perda abrupta da visão ou surgimento de manchas escuras. Trata-se de uma situação emergencial que deve ser tratada imediatamente, pois pode causar perda permanente da visão.

DEGENERAÇÃO MACULAR RELACIONADA À IDADE

Com o avanço da idade, a Degeneração Macular Relacionada a Idade (DMRI) pode afetar a retina. Esse quadro consiste no acúmulo de materiais orgânicos no fundo olho, alterando sua estrutura normal e ocasionando o crescimento anormal de vasos sanguíneos e hemorragias, situação que pode causar perda da visão central.

RETINOPATIA DIABÉTICA

Quando não controlam de forma adequada o nível glicêmico no sangue, pacientes com diabetes podem desenvolver sérios problemas na visão. A Diabetes causa uma série de alterações metabólicas no organismo. Quando essas alterações atingem a retina, resultam em hemorragias que podem levar à perda da visão ou até mesmo ao descolamento da retina.

BURACO MACULAR

O Buraco macular é uma doença que atinge a mácula, situada no centro da retina. Sua principal característica é formar um buraco crescente que, ao longo do tempo, diminui a visão do paciente. O resultado é a perda da visão central, uma vez que a doença atinge o centro da retina.

Algumas dessas doenças são assintomáticas em suas fases iniciais, ou seja, quando acontece o diagnóstico, a visão pode estar seriamente prejudicada. Para evitar quadros mais graves dessas doenças, é importante visitar seu oftalmologista regularmente e realizar exames periódicos de visão.