O QUE SÃO DRUSAS E COMO PODEM AFETAR A RETINA?

👁As DRUSAS são lesões de coloração amarelada localizadas sob a retina, a camada de tecido sensível à luz na parte de trás do olho. Sua composição é de restos celulares que se depositam no fundo do olho. Pode iniciar-se assim um processo de degeneração porque destroem foto receptores, células responsáveis por transmitir as imagens para o cérebro em forma de luz, via sinais elétricos.

 

👉Não se sabe ao certo porque elas aparecem, mas sua incidência é maior em pessoas com mais de 60 anos e acredita- se que a falta de hábitos saudáveis possa contribuir ou acelerar o surgimento das DRUSAS.

 

A presença das manchas amareladas está associada a um risco aumentado de desenvolvimento de neovascularização, processo que gera crescimento desordenado de novos vasos sanguíneos mais fracos e sensíveis, dando origem a  DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade) na forma neovascular ou úmida. Também podem indicar outras patologias, dependendo de suas características.

 

Exames complementares como ANGIOFLUORESCEINOGRAFIA e OCT (Tomografia de Coerência Óptica) são importantes para analisar e diferenciar os tipos de DRUSAS e se estão relacionadas à alguma doença.

 

Não existe um tratamento específico para as DRUSAS, mas seu acompanhamento é importante sobretudo quando há um diagnóstico positivo para a DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade).

 

Na população em geral, as DRUSAS estão presentes em 0,7% das pessoas, mas em pacientes com DMRI sua prevalência é de 9% a 36% dos casos.

A DMRI pode causar a perda da visão central, diminuindo a qualidade de vida em idosos.