Home Dr. João Guilherme de Moraes O estresse afeta a vida dos curitibanos, prejudicando a saúde das pessoas,...

O estresse afeta a vida dos curitibanos, prejudicando a saúde das pessoas, explica o Dr. João Guilherme de Moraes

118
0

A cidade de Curitiba já foi uma das capitais mais inovadoras do mundo, muitos projetos do passado se tornaram referência para muitos países. Porém, a cidade parou de inovar e permaneceu no passado, fazendo a população sofrer as consequências de diversas formas.

stress-curitiba

O sistema de transporte que é uma das marcas da cidade, está ultrapassado e não atende mais  à expectativa da população, o sistema ficou caro e sem eficiência, não se adaptando às novas tecnologias. O resultado:  ônibus lotados, poucos horários disponíveis, passagem cara com custos obscuros. Além disso, o trânsito da cidade piora a cada dia, os semáforos estão sem sincronização, a redução de velocidade não é feita de forma inteligente e as ruas estão esburacadas e sem manutenção adequada.

Com um quadro de violência crescente, nunca antes a capital teve tantos casos de assaltos e crimes. Em poucos anos, a cidade se tornou muito mais insegura em todos os bairros. Os comerciantes fazem protestos em diversos meios e não tem nenhuma resposta, não tem para onde correr.

Todos esses fatores geram um forte estresse na vida das pessoas,  causando problemas terríveis de saúde. O estresse foi elencado pela Organização Mundial da Saúde (OMS)  como uma epidemia mundial, com consequências devastadoras para a vida das pessoas, se tornando um problema de saúde pública.

assalto-panificadora2

Muitas pessoas não sabem, mas o estresse está ligado a doenças do coração, câncer e até mesmo ao AVC (Acidente Vascular Cerebral). Por isso é fundamental o combate ao estresse e até mesmo às suas causas, explica o médico oftalmologista Dr. João Guilherme Moraes.

Enquanto não se tem ações práticas do poder público, é recomendado que a população pratique esportes, meditação e busque atendimento especializado, visando o controle e a redução do estresse. Não é indicado de forma alguma viver em constante situação de estresse, sem tomar nenhuma atitude. É preciso buscar a redução dos sintomas.