A membrana epirretiniana é uma condição causada pelo descolamento de vítreo posterior, gerando microlesões no local e, em alguns casos, uma fina camada (membrana) devido à cicatrização na região.
Nos casos em que a camada formada é fina, não há a presença de nenhum sintoma, no entanto, quando a membrana é espessa, a visão fica comprometida, com o surgimento de distorção na vista, embaçamento e fotofobia.
O diagnóstico da condição pode ser realizado através de um exame oftalmológico completo, por isso a importância de consultar um retinólogo periodicamente ou ao surgir qualquer sintoma.

Retina Curitiba – Atendemos os principais convênios⠀⠀

Ligue e marque sua consulta: – (41) 3242-0108⠀ ⠀

 

DR. JOÃO GUILHERME MORAES – CRM 16.712 – Responsável Técnico