Home Retinopatia Diabética O que é Retinopatia Diabética? Sintomas, causas e tratamento da Retinopatia Diabética...

O que é Retinopatia Diabética? Sintomas, causas e tratamento da Retinopatia Diabética em Curitiba

73
0
tratamento da retinopatia diabetica em curitiba

A retinopatia diabética (RD) é uma doença que prejudica os pequenos vasos da retina, que é a região do olho responsável pela formação das imagens transmitidas ao cérebro. O aparecimento dessa doença está ligado principalmente ao tempo de permanência do diabetes e ao descontrole da glicemia. Quando ele não está controlado, a hiperglicemia gera várias alterações no corpo que, entre outros problemas, geram à disfunção dos vasos da retina.

O diabetes está ligado a várias complicações como a disfunção e a falência dos rins, do sistema nervoso, dos vasos sanguíneos e do coração. E o olho, é um dos principais órgãos afetados pelo diabetes, e entre as complicações nele, a retinopatia diabética é a complicação microvascular mais comum do diabetes, e é a causa da cegueira em pessoas de 20 a 74 anos. É válido destacar que a RD está ficando muito comum entre diabéticos de todas as idades.

A RD costuma afetar os dois olhos, e se não for diagnosticada e tratada de forma precoce, pode causar a cegueira irreversível. Mas, tanto o aparecimento quanto a progressão da doença pode ser prevenido controlando os níveis de glicose no sangue.

Além disso, exames de oftalmologia regulares são fundamentais para detectar complicações nos olhos que decorrem do diabetes e permitem o início dos tratamentos o quanto antes possível, quando as chances de conter a doença são maiores.

A retinopatia diabética pode ser classificada como não proliferativa ou proliferativa, de acordo com a extensão, localização e grau de variadas características clínicas observadas no diagnóstico.

Retinopatia diabética não proliferativa

As características da retinopatia diabética não proliferativa é quando o estágio da doença está menos avançado. Podem ser encontrados microaneurismas, que são pequenas dilatações vasculares, além de hemorragias e vasos sanguíneos obstruídos, permitindo que várias áreas da retina não tenham suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes, mais conhecidos como isquemia. Estas áreas isquêmicas da retina podem provocar a formação de novos vasos sanguíneos.

Se a mácula, que é uma pequena área no centro da retina responsável pela visão central, não for comprometida, este estágio da retinopatia diabética pode não mostrar sintomas ou perda da visão. Mas, quando o acúmulo de fluído na mácula provoca a presença de um edema macular, que é um inchaço na retina, a visão pode parecer embaçada e o risco de perder ela, ou a cegueira, aumenta bastante.

Retinopatia diabética proliferativa

As características da microaneurismas é a fase em que a doença já progrediu muito. Nela aparece novos vasos sanguíneos, ou neovasos, na superfície da retina. O que principalmente causa a formação desses neovasos é  a quando os vasos sanguíneos da reitina sofrem oclusão, chamada isquemia, e impede o fluxo do sangue adequadamente.

Os neovasos crescem ao longo da retina e são frágeis, não causam qualquer sintoma ou perda da visão. Mas, eles podem romper e liberarem sangue, o que provoca a perda da visão grave, e cegueira. Com frequência, os neovasos são seguidos de uma espécie de cicatriz (tecido cicatricial), cuja contração pode gerar a outra grave complicação chamada de descolamento da retina.

A hemorragia vítrea, o descolamento da retina e o glaucoma neovascular estão entre as razões das complicações para a perda da visão na retinopatia diabética proliferativa. Além dessas complicações, pessoas com retinopatia proliferativa, cerca de metade delas, desenvolvem o edema macular diabético. Esse edema é causado pelo acúmulo de líquido na área mais “nobre” da retina, a mácula, e é a principal razão da cegueira nas pessoas com diabetes e idade ativa.

Tratamento da retinopatia diabética em Curitiba

Para maiores informações, entre em contato com a Retina Curitiba clicando no Whatsapp abaixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui